Nota de pesar pelo falecimento do Conselheiro do TCM, José Altino Machado

 


Conselheiro José Altino Machado

 

A Presidência do TCM comunica, com profundo pesar, que o Conselheiro José Altino Machado faleceu na segunda-feira, 09/05.

Nomeado Conselheiro do TCM, em 1975, pelo então Prefeito Olavo Setubal, o Dr. Altino, como era carinhosamente chamado pelos servidores do Tribunal, ocupou a presidência do órgão por 4 vezes, aposentando-se em 21/02/94.


Uma trajetória de sucesso


Filho de José Nascimento Machado e Adelaide Moreira Machado, José Altino Machado nasceu em Taubaté no dia 21 de fevereiro de 1924.

Formou-se em Direito pela Universidade de São Paulo, em 1947, exercendo a advocacia pelos escritórios de Oscar Pedroso Horta e Francisco Carlos de Castro Neves.

Foi Governador do Território Acre, durante o governo do Presidente Jânio Quadros.

Elegeu-se Deputado Federal pelo Estado do Acre, exercendo o mandato de 1963 a 67.

Aprovado em concurso público, tornou-se Procurador do Município de São Paulo, ocupando a chefia de Gabinete do Secretário dos Negócios Jurídicos Municipal, na gestão do então Prefeito, Faria Lima.

Como Procurador-Chefe da Fazenda, atuou junto ao Tribunal de Contas do Município de São Paulo. Posteriormente, foi designado Secretário dos Negócios Jurídicos da Prefeitura do Município de São Paulo.

Como Conselheiro do Tribunal de Contas do Município, participou dos Congressos bi-anuais dos Tribunais de Contas do Brasil, participando ativamente de Grupos de Trabalho, debatendo teses e secretariando os Congressos.

Membro da Academia Paulista de Letras, foi autor de 4 livros, com um total de 82 contos editados.

Membro efetivo do quadro de sócios da União Cultural Brasil-Estados Unidos.

Membro da Fundação Ruy Barbosa, entidade de fins culturais que assessora os Tribunais de Contas do Brasil.

Membro do Centro de Coordenação e da Associação Nacional dos Ministros, Conselheiros e Auditores dos Tribunais de Contas do Brasil.

Homenageado pela Sociedade Veteranos de 1932 - M.M.D.C., recebeu as Medalhas Constitucionalista e Pedro de Toledo; foi-lhe outorgado, ainda, o Título de Cidadão Riobranquense, pela Câmara Municipal de Rio Branco - Acre, além de diversas outras homenagens prestadas pelos Tribunais de Contas brasileiros.
Em 2009, foi homenageado no TCM, como membro da Academia Paulista de Letras, no ano em que se comemorou o centenário da referida instituição.